Imagem: TSE

O aplicativo e-Título, lançado em 2018 para auxiliar o eleitor a realizar diversas consultas e resolver pendências, ganhou atualizações relevantes antes do pleito de 2022. Entre as novas funcionalidades, o app agora permite conferir a biometria pelo celular, consultar débitos com a Justiça Eleitoral e locais de justificativa pela ausência no pleito. Atualmente, eleitores que já têm o aplicativo instalado podem baixar uma versão beta da plataforma, disponível nas lojas de aplicativo do Android e iOS. Segundo o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), serão liberados cadastros para 10 mil pessoas testarem essa versão, sendo 9.000 usuários de Android e mil de iOS. A partir dos testes, novas funcionalidades devem ser incluídas ao longo dos próximos meses.

Veja o que mudou no aplicativo desde a última eleição:

Conferência biométrica: Esta é a mais recente atualização disponível na versão beta. Segundo o TSE, quem baixar a versão pode fazer a conferência da face e das impressões digitais a partir de fotos, conferidas no banco de dados do tribunal.

Fácil acesso: Ainda no ano passado, o aplicativo facilitou as formas de acesso. Antes só era possível se cadastrar com o número do título eleitoral, o que é menos memorizado pela população. Agora basta informar o CPF. Além disso, a senha de acesso pode ser substituída pela validação biométrica do aparelho celular.

Acessibilidade: Desde as últimas eleições, o app realizou melhorias que facilitam o uso de deficientes visuais, além de trazer informações sobre as condições de acesso físicas em seções eleitorais.

Consulta de débito: Agora é possível emitir a guia de pagamento dos débitos que o eleitor tem com a Justiça Eleitoral, devido à falta de pagamento de multas decorrentes de ausência às urnas ou ao trabalho de mesário.

Cadastro de mesário voluntário: Já para aqueles que pretendem comparecer como mesários, é possível se cadastrar como voluntário pelo e-Título. O cadastro feito online equivale a uma declaração presencial apresentada no cartório eleitoral, segundo o TSE.

Emissão de certidões eleitorais: Também já é possível pelo aplicativo emitir certidões de quitação e crimes eleitorais.

Consulta a locais e justificativa: Eleitores que por algum motivo não foram votar podem consultar os locais adequados para realizar a justificativa.

Fonte: UOL Eleições

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.