Após a filiação do presidente Jair Bolsonaro ao PL, o vereador de São Paulo Thammy Miranda anunciou a saída do partido. O anúncio foi feita na última terça-feira, 30, mesmo dia da filiação do presidente, que tentará a reeleição pelo partido do centrão comandado por Waldemar da Costa Neto.

“A gente tem ideias diferentes e já sofri ataques pessoais de membros da família do presidente, inclusive contra meu filho quando ainda era recém-nascido”, disse Thammy em vídeo divulgado nas redes sociais.

Thammy afirmou que a saída do partido não irá influenciar no seu trabalho como vereador de São Paulo, que é representar as pessoas.

Transsexual, Thammy Miranda já foi alvo de críticas dos filhos do presidente Jair Bolsonaro. Em 2020, o O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL)criticou a Natura pela campanha publicitária no Dia das Mães em que o vereador aparece ao lado da esposa.

“Mulher como garoto propaganda do Dia dos Pais. Depois homem para o Dia das Mães… E quem falar o contrário já sabe né, é gado, é pessoa raivosa, discurso do ódio e fake news. Assim vão te calando e empurrando goela abaixo uma conduta totalmente atípica para padrões brasileiros”, disse.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.