Foto: Reprodução/Aeroporto de Congonhas

O aeroporto de Congonhas e mais 14 terminais da sétima rodada de concessões vão a leilão no dia 18 de agosto, na bolsa de valores B3. A data foi confirmada pelo Ministério de Infraestrutura, após a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) aprovar os editais e contratos da transação. Os aereportos foram divididos em três blocos, que juntos devem receber R$ 7,3 bilhões em investimentos.

O lote denominado Aviação Geral reúne os aeroportos de Campo de Marte (SP) e Jacarepaguá (RJ), fixando R$ 560 milhões em investimentos previstos e R$ 138 milhões em outorga inicial. Congonhas é o ativo-âncora do bloco SP/MS/PA/MG, formado ainda pelos equipamentos de Campo Grande (MS), Corumbá (MS), Ponta Porã (MS), Santarém (PA), Marabá (PA), Carajás (PA), Altamira (PA), Uberlândia (MG), Uberaba (MG) e Montes Claros (MG). Neste grupo, o investimento mínimo é de R$ 5,889 bilhões, com outorga inicial de R$ 255 milhões.

No Bloco Norte II estão os terminais de Bélem (PA) e Macapá (AP), que têm R$ 875 milhões em investimentos previstos. O edital fixa uma outorga inicial de R$ 57 milhões. Um mesmo proponente poderá arrematar os três blocos, desde que comprove experiência de atendimento nos últimos cinco anos de 1 milhão de passageiros para o Bloco Norte II e cinco milhões de passageiros para os blocos SP-MS-PA-MG e Aviação Geral.

Fonte: Bahia.ba

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.