Instituto informa que golpistas estão se passando por uma “Central de Atendimento” que utiliza a imagem da Helô, assistente virtual do INSS, para tentar obter dados pessoais dos beneficiários por meio de mensagens de celular.

Foto: Divulgação/INSS

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) alerta que golpistas estão utilizando a imagem da Helô – assistente virtual do instituto – para se passarem por uma suposta “Central de Atendimento” e tentar obter dados pessoais dos beneficiários. As abordagens têm ocorrido por aplicativo de mensagem de celular (WhatsApp). De acordo com as denúncias, os golpistas fornecem até alguns dados dos beneficiários e dão um protocolo para mostrar credibilidade.

O INSS alerta, no entanto, que a assistente virtual, que é um plantão de dúvidas, só pode ser acessada pelo site ou aplicativo, e que, por esse motivo, o segurado nunca será procurado pelo Whatsapp para uma conversa.

Como é a comunicação do INSS com o segurado

O segurado é contatado por meio das informações fornecidas em seu cadastro (e-mail, telefone e endereço) e, por isso, é importante que mantenha o seu cadastro  atualizado com os dados para contato.

A atualização pode ser feita pelo aplicativo Meu INSS (disponível para download em Android e iOS) e por meio da Central 135.

De acordo com o instituto, quando um segurado recebe uma informação por SMS, o número usado é o 280-41.

Vale lembrar que, quando alguém liga para o 135 ou é atendido pelo chat humanizado da Helô, o atendente pode pedir algumas informações – como CPF e nome da mãe. Esse é um procedimento de segurança para confirmar a identidade de quem telefonou ou acessou o chat.

O que fazer em caso de tentativa de golpe

Os golpes ou tentativas de golpe devem ser denunciados à ouvidoria do INSS, ou pelo telefone 135, e registrar um boletim de ocorrência, além de comunicar ao banco em que recebe o benefício.

Fonte: G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.