Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O ministro do Superior Tribunal de Justiça, Og Fernandes, concedeu prisão domiciliar ao juiz Sérgio Humberto de Quadros Sampaio, que estava preso desde novembro de 2019 por suspeita de envolvimento no esquema de corrupção no Judiciário da Bahia que envolve a Operação Faroeste.

A defesa havia pedido a saída da prisão alegando que Sérgio testou positivo para Covid e apresentava problemas de saúde decorrentes. O ministro do STJ aprovou a progressão de regime, com uso de tornozeleira eletrônica e proibição de contato com outros investigados do caso.

A Procuradoria Geral da República (PGR), de acordo com o jornal O Globo, havia se posicionado contra o pedido de domiciliar argumentando que o juiz se recusou a tomar vacina contra a Covid. Og Fernandes, contudo, avaliou que essa recusa não poderia ser motivo para indeferir o pedido.

Sérgio Humberto é acusado de ter recebido propina para interferir em processos de disputas de terras no oeste baiano. A Operação Faroeste também já resultou na prisão de diversos desembargadores, advogados e operadores do esquema.

Com informações do Antagonista

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.