Foto: Divulgação

Depois de dois anos com o feriado da Páscoa marcado por restrições sanitárias, finalmente os baianos poderão reunir a família com a pandemia mais controlada. O problema agora está sendo outro: o chocolate está até 13,28% mais caro do que ano passado, segundo projeções da Federação do Comércio do estado da Bahia (Fecomércio-BA). Uma pesquisa realizada pelo Correio na quarta-feira (23), aponta que os valores dos ovos de chocolate podem variar de R$8 até R$499 reais em Salvador. 

A alta no valor do chocolate que chega aos dois dígitos, é 2,74 pontos percentuais superior a inflação do país, medida através do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Pelo cálculo, a inflação acumulada nos últimos 12 meses, até fevereiro, é de 10,54%. O economista Edísio Freitas explica que o aumento de preços dos alimentos tem dificultado a situação econômica, o que pode prejudicar as compras de Páscoa.

Enquanto isso, a variação do IPCA prevista para o Brasil neste ano é de 6,5%, quase metade do aumento de preços do chocolate na Páscoa, segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). A meta do Banco Central era que a variação fosse de 3,5% em 2022. Para o economista, entretanto, o país deve fechar o ano com uma inflação ainda maior do que a projetada: “Existem fatores que provavelmente vão aumentar a inflação e são reflexos da guerra da Rússia, como a alta de commodities”.  

Quem não pode desembolsar muito dinheiro no feriado, mas não quer deixar a data passar em branco, pode optar por presentear os entes queridos com produtos mais em conta. Ovos de Páscoa menores e chocolates que podem substituir os presentes habituais.

Doces que podem substituir os ovos de Páscoa convencionais
Delatte Chocotudo (80g): R$8,29
Caixa de chocolate Lacta (250g): R$8,99
Caixa Bis “Para toda a galera” (378g): R$13,64
Delatte Top Premium (150g): R$17,90
Saco de Bombom Amor Carioca (900g): R$24,90

Fonte: Voz da Bahia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.