Foto: Ilustrativa/Freepik

A Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) fez um alerta sobre uma bactéria, resistente ao uso de antibióticos, que foi identificada entre janeiro e março deste ano, em três hospitais de Salvador. Não foram divulgados os nomes das unidades de saúde. Conforme a Sesab, o risco de infecção é apenas para pacientes internados ou equipes que trabalham nos hospitais. Geralmente, a população não é afetada.

Encontrada no intestino humano, normalmente a Enterococus Faecium é tratada com antibióticos. O problema é quando surge a resistência aos medicamentos, o que pode causar um surto. A bactéria pode ser perigosa por causar infecção no coração, além de infecções intestinal, urinária e no sangue.

Conforme a Sesab, todos os casos suspeitos ou confirmados devem ser notificados ao Núcleo Estadual de Controle de Infecção. O órgão diz também que a pandemia pode ter criado ambiente para o uso indiscriminado de antibióticos que favorecem o aparecimento de organismos super-resistentes.

Entre as medidas indicadas para evitar a contaminação estão a higiene das mãos, a limpeza e desinfecção do ambiente com produtos à base de hipoclorito e álcool à 70%, além de manter pacientes infectados em quartos separados e uma equipe exclusiva para atendê-los.

Fonte: G1/Muita Informação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.