Foto: Reprodução/Whatsapp

A data para o lançamento da ferramenta “comunidades”, no WhatsApp, ainda não foi definida, porém o aplicativo de troca de mensagens informou ao Ministério Público Federal (MPF) que será após as eleições. Segundo o portal Uol, a resposta foi considerada vaga por investigadores, que devem enviar novos ofícios à plataforma após a Procuradoria sugerir a liberação do recurso somente em 2023.

A ferramenta “comunidades” funcionaria como uma espécie de “guarda-chuva”, abrangendo diversos grupos sobre o mesmo tema. O recurso chamou a atenção de autoridades brasileiras, que temem o avanço do compartilhamento de fake news.

Em abril, o MPF enviou um ofício ao WhatsApp questionando sobre a possibilidade de adiar a ferramenta para 2023, “considerando os riscos que um aumento de viralização de conteúdos potencialmente desinformativos pode trazer para os direitos fundamentais de participação política dos cidadãos assim como a integridade das instituições democráticas nacionais”.

Em resposta enviada no último dia 13 de maio, o WhatsApp manteve a resposta de que a ferramente será lançada depois das eleições, mas não confirmou uma data.

“Ao longo dos próximos meses, a empresa continuará a desenvolver as comunidades para ajudar as pessoas a se conectarem de maneira privada e segura. O WhatsApp seguirá avaliando de maneira cuidadosa e criteriosa o melhor momento para o lançamento no país”, disse a empresa, em resposta enviada ao MPF.

A resposta vaga da plataforma acendeu um alerta no MPF, que deve enviar um novo ofício questionando novamente sobre o lançamento do recurso. A Procuradoria prevê questionar os critérios que guiarão a decisão da plataforma sobre a liberação do “comunidades”.

Fonte: Bahia.ba

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.